Edição 2035 – Subestimando a nossa inteligência…

Oi oi oi…

ertas coisas que eu não entendo é como a televisão brasileira emburreceu tão drasticamente nos últimos anos… Aliás, eu me arriscaria a dizer que a TV apenas acompanhou seu público, que emburreceu na mesma intensidade…

Tipo, por eu ter nascido quase que nos meados dos anos 80, ainda peguei um pouco dos melhores programas que a TV brasileira já produziu… Os programas de humor eram mais inteligentes, as novelas eram mais inteligentes… Eu não consigo ver alguém que passou uma vida inteira vendo Chico Anysio Show achar graça no Zorra Total, bem como a galera que curtia Os Trapalhões não conseguem dar uma risada com a Turma do Didi, mesmo com a volta do Dedé Santana…

Novelas também… As novelas mais antigas eram, digamos, mais bem tramadas, evoluíam e prendiam a atenção do público de tal forma que você precisava ver ela TODA pra entendê-la, enquanto que, hoje em dia, pra entender uma novela, basta você assistir ao primeiro e o último capítulos da mesma e ignorar o resto, porque NADA!! ACONTECE!! NESTA!! MERDA!!

Curiosamente, as novelas com mais audiência da história da TV brasileira são, em sua grande maioria, datadas dos anos 70 e 80… É bem verdade que as medições de audiência dessas épocas eram bem diferentes das atuais, mas é bem verdade que o pessoal que caga uma goma por causa de Avenida Brasil vai rasgar o cu de ódio ao saber que ela NUNCA vai chegar aos pés de Roque Santeiro, que é, digamos, o “Thriller” das novelas brasileiras…

– Nessa novela aí os caras dançavam com zumbis?
– Pi-ka… Na verdade, é porque o protagonista dessa novela é um amigo meu, o Rocky Silva
– Pensei que iam falar que é por causa do Rocky Balboa
– O bom é NINGUÉM menciona o Roque nessa história…
– O Roque?
– Não, o RoqueMA OEEEEEEEEE!!

OK, eu fiz essa comparação com Thriller porque, assim como o referido álbum é (e sempre será) o álbum mais vendido DA HISTÓRIA, Roque Santeiro é (e sempre será) a novela brasileira com maior audiência da história da TV brasileira… Mas enfim, o foco desta conversa não é essa… Eu sempre acreditei que uma boa história tem que ser cativante para que se tenha vontade de continuar preso à ela… Nisso, a Sherazade foi craque, com os contos que deram origem às 1001 Noites

– …e os autores de Kamen Rider Wizard não têm feito isso com a mesma genialidade… Baixei o episódio na segunda e só fui ver agora há pouco…

– E os autores de Sailor Pegasus ja me fizeram desistir dessa joça no episódio 9… Chuuuu ¬¬

Aí voltando ao que eu tava falando lá no começo, sobre a TV brasileira ter emburrecido… Eu meio que acompanho as novelas da Globo por osmose… Ou seja: eu sei pelo pouco que vejo quando estou vendo outras pessoas vendo TV, pelas capas das revistas especializadas no assunto e pelos comentários das minhas colegas de trabalho…

– Eu não aguento mais o Erick imitando o Silvio Santos…
– Pior que, dessa vez, eu não estou fazendo isso…
– ERICK, CALA A BOCA!!
– Hauhauahuahuah… Se fudeu…
– VOCÊ TAMBÉM, LUCAS!! CALA A BOCA!!
– …

E isso é tudo o que eu sei sobre as novelas atuais… Mas tem certos “padrões” nas novelas que me irritam profundamente… O primeiro é sobre o formato “Ctrl+C Ctrl+V” nos roteiros de Malhação… Para que a Lori entenda melhor o que eu estou dizendo, vamos fazer uma historinha aos moldes de Malhação usando alguns personagens do a.k.a.一輝!!, vejam:

Era uma vez um jovem rapaz, o Rodrigo… Ele tem uma jovem namorada chamada Aline… Os dois são perdidamente apaixonados um pelo outro… Aline tem uma prima, a Jessica, que gosta do Rodrigo, que por sua vez, tem um amigo, o Cristiano, que gosta da Aline…

– É isso mesmo que eu entendi? O Erick vai me colocar como vilã de Malhação… Chuuu… ¬¬
– Você tá reclamando? Pior sou eu, que vou fazer par romântico com o Rodrigo!!

Num dado momento da história, acontece alguma bosta qualquer envolvendo Aline e Rodrigo, os dois têm uma briga muito séria e acabam se separando… O que eles não sabem é que a Jessica que tramou para que essa “bosta” tenha acontecido, com o intuito de ela conseguir pegar o cara que ela ama… E claro que ela teve a ajuda do Cristiano, que também tinha seus interesses nisso…

– Olha isso, eu me juntando com a Jessie pra fazer merda… Só aqui mesmo…
– Vale lembrar que você foi o SEGUNDO vilão da história a ser mencionado… Pi-ka…
– Até você com isso, Jessie?!
– Eu não tenho nada com isso, o roteiro é do chefinho…
– ¬¬

E aí, Jessica acaba se aproximando de Rodrigo e os dois acabam se gostando, bem como o Cristiano também começa a se envolver com Aline… E assim os dois novos casais se curtem por um bom tempo, até que Jessica Aline acaba esbarrando em Rodrigo… O reencontro, inicialmente marcado por uma certa hostilidade, acaba se transformando numa certa coisa de “tentar consertar os erros do passado”…

Jessica e Cristiano começam a perceber que vão perder seus namorados e começam a manipular seus respectivos para que estes continuem se odiando… Assim, Aline e Rodrigo ficam naquela coisa de amor e ódio entre eles, sempre intimidados por seus namorados… Até que uma reviravolta acontece, toda a trama feita por Jessica e Cristiano é descoberta… Aline se enfurece com Cristiano e o chuta de vez, enquanto Rodrigo custa um pouco a entender que a Jessica é a grande lazarenta da história… Aline, desiludida com os dois, resolve chutar a porra toda e ir embora da cidade…

É neste lapso que Rodrigo percebe que a Jessica fudeu com a vida dele esse tempo todo e ele finalmente toma vergonha na cara e a manda tomar no cu… Só que aí é meio que tarde demais, porque a Aline está indo embora… Mas como isto é uma novela, todos os milagres serão ativados de tal modo que Rodrigo conseguirá encontrar Aline no exato momento em que ela está quase embarcando pro Acre… É quando ele se declara pra Aline, se mostra arrependido de tudo… Aline, apaixonada, finalmente consegue reatar com seu amado… Aí os dois vão seguir suas vidas, bem como Jessica e Cristiano, seguem buscando uma redenção…

Aí aparece na história a Thalia, que namora o Lucas, que tem um primo, o Wallace, que gosta da Thalia, que tem uma amiga, a Júlia, que gosta do Lucas… E é neste momento que volta o cão arrependido, com suas orelhas tão fartas, o seu osso roído e o rabo entre as patas… (o verso é repetido 44 vezes…)

– Onii-chan me colocou como mocinha da Malhação… Nyaa… ^w^
– Você não entendeu, Thalia… Ele te botou pra fazer par COMIGO
ONII-CHAN!! Ç_Ç

Esse “lapso” milagroso é o segundo “padrão” que me enfurece mortalmente sobre as novelas brasileiras atuais… Isso eu mostro com este simpático gráfico abaixo:

É sério, eu não consigo entender como os vilões emburrecem DO NADA faltando três capítulos pra acabar a porra da novela!! Assim como os mocinhos evoluem de Lori pra Einstein DO NADA neste mesmo momento… Isso é subestimar DEMAIS a inteligência do ser humano… Eu acredito que até a Lori ia se sentir ofendida com isso…

– Peraí que eu ainda não entendi a do Thriller…

Eu lembro que estava vendo uma novela das 7 na casa da JH-sama… O cara não conseguia desvendar a porra do mistério que ele precisava resolver… Só que, milagrosamente, DO NADA, bateu meio que um “plim” na cabeça do cara e ele tem um insight bem característico do Dr. House, dando-lhe a habilidade de entender TODA A PORRA DA HISTÓRIA NUM PASSE DE MÁGICA!! Do nada, este mesmo lazarento que, dois minutos atrás, não sabia quanto era 2 + 2, agora consegue, com perfeição resolver a equação:

C=((3M-2H)*(RB)/3M)*S

A sapiência instantânea do infeliz em questão me deu tanta raiva na hora que acabei até discutindo com a japonesinha de Ricardo de Albuquerque por causa disso…

– 確かに!! 我はお前が我が家に誓うことを許さなかった!!

Kamen Rider Fourze enfrenta Sagittarius Zodiarts no episódio 48 na tão conhecida pedreira da Toei…

Comparando com o nível de inteligência de heróis x vilões em outros tipos de dramaturgia, como por exemplo, Kamen Rider… Você vê a história evoluir linearmente e gradativamente, tanto do lado bom quanto do lado mau, a ponto de chegarem no final da história os dois num nível tão fodástico que o último episódio TEM que mostrar a batalha mais foda de toda a série… Tudo bem que neste final, o tal “milagre da einstenização do mocinho” ocorre, para que este possa derrotar o vilão, mas não de forma tão gritante assim… Eu poderia dizer que o gráfico de inteligência destes personagens evolui de forma parecida com a que aparece demonstrada no gráfico abaixo:

E eu estou falando de um seriado que, TEORICAMENTE, é voltado para o público infanto-juvenil!! Vejam que essa “coisa de criança” consegue entreter até mesmo gente da minha idade…

– É porque sua idade mental é compatível com a do público-alvo de Kamen Rider… Pi-ka… ^w^
– Se fuder você não quer, né…

Eu não estou dizendo que você tem que parar de ver novela… Cada um vê o que gosta, isso é fato… Eu gosto de Kamen Rider, tem quem gosta de novela… Eu só acho que elas poderiam ser um pouco mais inteligentes, como aliás, quase toda a programação da TV aberta no Brasil… Eu já cheguei no ponto de não ter mais saco pra ver TV, o que dirá aberta…

E você, Moisés? Consegue?

Comments

comments

Comments (5)

  1. De fato eu não consigo rir com Zorra Total e Turma do Didi… E não tenho mais paciência pra assistir novela.

    Concordo que as histórias da Malhação são sempre iguais (não assisto, mas só pelas propagandas a gente já fica sabendo o que acontece)… Legal ser a mocinha protagonista! Hahaha… Mas, porra, ikki!? Rodrigo e eu??? Nada contra o sujeito “Rodrigo” do mundo akaikkiano, mas confesso que tenho certa aversão a esse nome por causa de outro ser que não vem ao caso agora. E outra… ACRE??? PQP! :S

  2. “E assim os dois novos casais se curtem por um bom tempo, até que Jessica acaba esbarrando em Rodrigo… ”
    Onde está escrito Jéssica, leia-se Aline!

    Feito esse corolário, vamos ao que interessa!

    Lucas + Thalia =FOOOOOOOOOOGGGGGGOOOOO!!!!
    Fim

  3. Sabe, não que eu discorde de você quanto aos roteiros terem ficado ruins, até acho que ficaram (embora as últimas novelas terem/estarem feito/fazendo sucesso. Mas acho que rola muita nostalgia aqui.
    Por exemplo: A malhação que eu vi na época do Mocotó sempre vai ser a melhor, meus desenhos sempre vão ser melhores, até “A Usurpadora” era melhor (mesmo não sendo da Globo).
    No fim das contas acho que é uma pura questão de perspectiva…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

dois × um =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.