Edição 1852 – Brasil não sabe exibir animes e tokusatsus…

im, pessoas… Esta é a verdade… Me inspirei num pequeno princípio de diálogo com a Jessie e no fato de eu estar vendo o anime Yoroiden Samurai Troopers (鎧伝サムライトルーパー Yoroiden Samurai Torūpā, Lendários Guerreiros de Armadura Samurais) em toda a glória de sua versão original, não aquela merda americanizada que passou no Brasil… (e que a Gota Trágica ainda fez o grande favor de terminar de assassinar…)

– Meus ouvidos sangram ao ouvir o “Hector” gritar “Poder do Fogo”…
– Fácil, bota um OB e pronto…
– E você ainda reclama das minhas piadas… Essa sua foi tenebrosa…
– Nada disso, a piada é SUA!! Foi VOCÊ quem escreveu este roteiro… Assuma!!
– Claro… Porque na União Soviética, o roteiro escreve VOCÊ!!
– Chuuuuuu…

Eu já citei em edições anteriores um pouco da americanização de animes… Acho isso desagradável, porque mata totalmente um conceito que o anime original traz… Não só animes, mas também os tokusatsus… Mais de dez anos se passaram desde o lançamento da segunda geração de Pokémon, mas eu ainda acho que “Hinoarashi” e “Waninoko” são nomes mais legais que “Cyndaquill” e “Totodile”…

– Ainda bem que não me americanizaram, né…
– Já pensou se o Pikachu vira algo tipo Thunderat?
– Seu nível de nerdice está atingindo níveis extremos…
– Thunder + Rat = Tunderat… Não, isso é mais pro Raichu… Pikachu poderia ser Sparkmouse…
– Chuuuuuu…ta merda, viu… Desiste que tá foda…

Mas não é apenas isso que me mata na questão das americanizações e, definitivamente, isso é apenas a ponta do iceberg… Desde o começo deste século, animes só passam aqui no Brasil em suas versões americanizadas… Pokémon não é o único caso: além de Yoroiden Samurai Troopers, vários outros animes estão sendo americanizados antes de passar por aqui, como One Piece e Naruto… Ah, claro, não esqueçamos de Kamen Rider Dragon Knight…

– Aliás, Jessie, eu tenho um desabafo a fazer: eu vi a dublagem japonesa de Power Rangers…
– O que tem demais eles dublarem Power Rangers?
– Não é mais fácil exibir por o próprio sentai original que deu origem à esta merda?!

Sim, é verdade… E, como se não bastasse, Kamen Rider Dragon Knight também foi dublado na terra de Janái Himura… Por que não passsar o Ryuki, né… Enfim… O que ocorre é que a americanização, infelizmente, permite uma melhor propagação de qualquer material pelo mundo… Por quê? Muito simples: Lei da Oferta e da Procura… Se a demanda é maior, a mercadoria fica mais cara… E é mais fácil achar tradutores de inglês do que de japonês… Logo, traduzir direto do japonês é mais caro do que traduzir do inglês… (principalmente numa época em que qualquer imbecil fala inglês…)

MAS!! Se todo o problema fosse esse, o da americanização dos animes… Mas com americanização ou sem americanização, ainda existem outros problemas acerca da exibição destes seriados em terras tupiniquins… No Japão, os seriados (tanto animes quanto tokusatsus) são exibidos semanalmente; aqui no Brasil a exibição é diária… Tire, por exemplo, Kamen Rider, que costuma durar, em média, 50 episódios…

Estes 50 episódios demoram um ano inteiro para serem totalmente exibidos no Japão; aqui no Brasil estes mesmos 50 episódios são exibidos em dois meses e meio… A Manchete tinha um método meio abilolado pra série não saturar: exibia dez episódios inéditos, repetia umas duas vezes, depois mais dez, etc, etc… Saint Seiya, por exemplo, teve reprisados os primeiros 52 episódios por algum bom tempo, até que começaram a andar com a série… Aí exibiram até o 84, reprisaram e então levaram até o último, o 114… Apesar da abertura meio nada a ver, pelo menos foi exibida sem cortes…

Saint Seiya, em toda a glória de sua versão original...
Saint Seiya, em toda a glória de sua versão original...

Isso é um problema porque o horário que tá passando repeteco de anime perde alguma audiência e, com isso, os patrocinadores não anunciam no horário em questão… Aí a audiência cai, o patrocínio diminui, a série não é rentável e, então, sai do ar… Ou seja: a forma como estamos habituados a assistir animes e tokusatsus não condiz com o que é de fato…

Outra questão sobre a exibição: o Brasil tem uma cultura sobre o público-alvo de desenhos animados de que desenho é coisa de criança… Novamente, tomo como exemplo Seiya e seus amiguinhos: o mangá foi publicado numa revista chamada Weekly Shōnen JumpShōnen (少年), em tradução livre, é garoto adolescente… Era a minha idade na época em que passava Saint Seiya na Manchete… (eu tinha 12-13 anos…) ESTE é o público alvo desse tipo de seriado… Sailor Moon é categorizado como Shōjo (少女), que é o equivalente feminino do Shōnen…

Pelo conteúdo desses seriados, estes deveriam ser classificados como +12 ou +14… E, com isso, só poder ser exibido à noite… Tanto que, de fato, é este o horário que passava na TV japonesa… MAS!! O horário nobre da TV brasileira é das novelas e ninguém tasca… (e a RGT tem parte da culpa nisso…) Como não se pode passar esse tipo de desenho à noite, o jeito é fazer o que a Cartoon Network faz:

“O programa a seguir foi editado para adequar seu conteudo a todos os públicos…”

Janái Himura conta a história de quando Rurouni Kenshin passou na RGT: “Logo de cara já aparecia o Kenshin ‘aparando as arestas’ dos caras…” Ou então a esposa do Ceguinho criticando Naruto por causa das “roupinhas de redinha” que os personagens usam… Ou ainda o caso da diretora de colégio que vetou a distribuição de um álbum de figurinhas de Dragon Ball Z por causa de um balão com a frase “A Destruição da Terra”…

– Nunca me esquecerei da cara de esterco que a diretora fez quando eu expliquei pra ela do que se tratava a história e ela se deu conta de que havia vetado o álbum de bobeira…

– O que é esterco?
– Muito provavelmente, é o que há na sua cabeça…
– Não mesmo!! Na minha cabeça tem dois olhos, duas orelhas, um nariz, uma boca, cabelo…
– Isso é tudo?
– Ih, não… Esqueci das sobrancelhas…
– …

"Pokémon é desenho pra criança, não sabia?"
"Pokémon é desenho pra criança, não sabia?"

Aí nego vê essas coisas e fala que anime não é pra criança… De fato, não são!! Até mesmo Pokémon, que tem aquele tom mais infantil, teria que ser +10… One Piece segue uma linha parecida, mas teria que ser +12… Aliás, One Piece é um típico “desenho autorama”: é feito pra criança, mas são os adultos quem mais brincam com ele… Se duvida do que eu estou falando, procure no Google pelas personagens Nami e Nico Robin e entenda o que eu estou falando… Ou então tirem pela Serena Usagi com 14 anos e um decote gigante… Ou então a Saori, com a mesma peitaria e um ano a menos de idade…

– O que tem isso de errado? Eu também já era peituda com 14 anos de idade…
– Mas você foi peituda aos 14 em 2004… A Usagi foi peituda aos 14 em 1992… E a Saori foi peituda aos 13 em 1986!!

– Uia…

Aliás, alguém me explica uma parada: se a Marin tinha 16 anos durante o curso da história de Saint Seiya, significa que ela tinha 10 anos quando recebeu o Seiya pra ela treinar… (e ela já era uma Amazona de Prata!!) Então alguém me explica como que ela já era aquela gostosa toda COM DEZ ANOS DE IDADE!!

Resumindo essa zona toda:

  • Incompatibilidade de público: A grande maioria dos animes é originalmente voltado para o público infanto-juvenil; aqui temos a cultura de que desenho animado é coisa pra criança…
  • Incompatibilidade de horário de exibição: Pela real classificação, teriam que ser exibidos à noite, mas deixar de passar novela pra passar desenho animado é doideira…
  • Formato de exibição: Uma série exibida no Brasil termina cinco vezes mais rápido que uma série exibida no Japão; a série termina rápido, tem que ser repetida e acaba saturando…
  • Americanização: Como os animes só passam no Brasil hoje em suas versões americanizadas, muito do contexto original do seriado se perde… A tendência é o pessoal bitolado na TV aberta, que é a maioria dos telespectadores do Brasil (aliás, bitolados da RGT…) vão acabar achando que “desenho japonês é ruim”…

(aliás, estranhíssimo a RGT fazer uma reportagem detonando os animes pouco depois de o SBT anunciar que ia exibir Naruto, que estava fazendo um sucesso estrondoso na época…)

Qual é a solução? Infelizmente, a única solução pra quem quer ver animes e tokusatsus em todo o primor de sua versão original, sem cortes e sem viadagens (ou COM viadagens, no caso dos Cavaleiros de Andrômeda, Lagarto e Peixes…) não é tão 100% legalizada, que são os fansubs… Não é 100% legalizada porque consiste em gravar o episódio original, legendar e jogar na net… E isso cai numa questão que eu acho já ter citado por aqui: sobre animes e direitos autorais… A Toei faz marcação cerrada em cima de quem posta episódios de Kamen Rider no YouTube… O mesmo com vários animes e até mesmo a FOM, que extermina trocentos canais por dia por exibir vídeos de Fórmula 1…

A pergunta que fica no ar: quando que o Brasil vai aprender a exibir animes e tokusatsus de um jeito que valha a pena ver? Principalmente para os fãs das antigas… E, convenhamos, nenhum anime teria dado certo por aqui se Saint Seiya e YuYu Hakusho não tivessem feito o sucesso que fizeram, assim como ninguém mais ouviria falar dos Kamen Riders se o Black não tivesse sido tão mítico por aqui, bem como Jaspion, Changeman, etc…

Definitivamente, eu sou um oldschooler…

Comments

comments

Comments (6)

  1. Eu achei que era um post para meter o malho na exibição dos animes nos eventos.

    Não é pq o Cartoon é um canal de desenho que é vai passar anime.
    O Cartoon é um canal de desenho pra criança! (se bem que o Mansão Foster para Amigos Imaginários, não é nada para criança)…

    Quer ver anime, vá no Animax!
    Pq querendo ver Inuyasha (cachorro-demônio) no cartoon eles vão colocar um sutien no monstro ao invés de exibir para o público alvo em horário compatível.

    Feliz da época que tinha o [Adult Swin] no Cartoon.
    ===================
    Essa merda toda é um ciclo.
    TV compra o anime
    Fã assiste.
    TV reprisa.
    Fã para de assistir.
    Perde Anunciante
    É Cancelado
    TV engaveta o Anime.
    Fã baixa na internet.
    TV reclama direitos.
    TV re-exibe anime em horario escroto.
    ======
    A Globo com Simpsons é o perfeito exemplo de tv que quer foder os fãs.
    Comprou simpsons em 92, depois parou de exibir.
    SBT comprou, exibiu e foi sucesso.
    Globo re-comprou e agora exibe Sábado de MANHÃ.

    Que fã de simpsons está acordado sábado 23 horas?
    Quando a FOX exibe 1:30 (3 episódios seguidos em “horário nobre”.
    ======
    Me perdi no pensamento e tinha muito mais coisa a falar. Mas tenho que trabalhar, não vou me estender! TODOS COMEMORA!

  2. Falou tudo.
    Quando falo que assisto e gosto de Animes com 25 anos o Povo Gado ainda riem da minha cara e dizem q é coisa de criança… affs
    Deixa, nós rimos da cara deles tbm…!

  3. Muito bom o post, Parabens!!
    Quanto a questão dos 10 anos da Saori ter aquele corpo e culpa dos hormônios, kkk

    Ainda aguardo na tv brasileira Elfen Lied, quero ver o os estado unidos corta!

    E e claro que os autores fazem suas obras para adultos ou naruto não teria
    sido popular tão rapido, corta isso mata os animes, a segunda melhor coisa e o sangue, se não derrama seu sangue pelo que se esforçou, não tem reconhecimento.

    Em quanto o brasil ficar emitando os estados unido e pagando …, não teremos animes, não acho que seja preguisa de traduzir do japones pois o preço de contratar um tradutor de japones e o memso de contratar um tradutor ingles, e existem muitos com especialidade em ambas a linguas, não são investido por que a tv brasileira copia a tv inglesa e faz algumas mudanças, quando tenta adapitar conteudo de tv de outra pais para o adra ingles-abrasilerado acaba ficado ruim ou rasoavel.

    Espero que no futura possa assitir animes decentemente em meu pais!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + 19 =

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.